Apresentação

 

 

FOI PRORROGADA A DATA DE ENVIO DOS ANAIS PARA O DIA 28/01/2016

 

 

 

CERTIFICADOS :

INFORMAMOS QUE DESDE O DIA 11.10. 2015 TEVE INÍCIO A EMISSÃO DOS CERTIFICADOS. CASO HAJA ALGUMA DÚVIDA OU EQUÍVOCO FAVOR ACESSAR O LINK  http://www.apidic.uneb.br/cillaa/certificados/

 

 

 

 

Em outubro de 2010 aconteceu o I CILLAA (Congresso Internacional de Língua e Literaturas Africanas e Afro-brasilidades) e em outubro de 2011 no I SINBAIANIDADE (Simpósio Internacional de Baianidade). Os dois eventos juntos reuniram mais de 3.000 (três mil) pessoas. Na época, a UNEB (Universidade do Estado da Bahia), na cidade de Seabra, conseguiu  congregar representações políticas e intelectuais de países como Moçambique, Cabo Verde, Angola e Nigéria. Durante o SINBAIANIDADE, intelectuais como Muniz Sodré, Júlio Braga, Marco Aurélio Luz, o escritor Antônio Torres (hoje Membro da ALB – Academia Brasileira de Letras), João Jorge – do Olodum, Itamar Aguiar (UESB), Ronaldo Senna, entre outros se fizeram presentes. Ao CILLAA compareceram o escritor angolano Manuel Rui e uma comitiva da UEA (União de Escritores Angolanos):  Celestina Fernandes, David Capelenguela, Luís Rosa Lopes, Paula Russa e Yola Castro.

Além desses renomados, ainda contamos com a participação de Laura Padilha (UFF), Rita Chaves (USP), Simone Caputo (USP), Maria de Fátima Ribeiro (UFBA), Florentina Souza (UFBA), Moema Augel (Universidade Bielefeld, Alemanha), do Brasil. Da África, José Luis Cabaço (na época, Reitor da Universidade Técnica de Moçambique (UDM), Femi Ojo-Ade (Universidade do Estado de Lagos, Nigéria, e da Saint Mary’s University,Estados Unidos), o então adido cultural da Embaixada de Angola no Brasil, Camilo Afonso, do representante da Embaixada da Nigéria no Brasil, Misbah Walle Akanni, e muitas outras personalidades.

Entre as atrações musicais que se apresentaram no palco da principal praça da cidade, tivemos o prazer de ver e ouvir Mateus Aleluia, Xangai, Roberto Mendes e Dinho Oliveira. Isso só foi possível com o apoio da sociedade civil Velame Vivo (Seabra) que conseguiu recursos junto à Petrobras. Da Nigéria, também naquele palco, pudemos ouvir o músico Alhaji Chief Jaigbade Alao e seu grupo Dadakuwada. Também se fizeram presentes atrações locais como a fanfarra da cidade de Seabra. Em 2012, fizemos a I Reunião Científica do CILLAA e do SINBAIANIDADE. Conseguimos aprovar diversos encaminhamentos para os eventos e propor a criação de uma Sociedade Civil e um Centro de Estudos respectivamente ANBRAFRO e CEBRAFRO. A Associação Nacional Baianidades e afro-brasilidades e o Centro de Estudos de Baianidades e Afro-brasilidades seriam, conforme encaminhamentos da I Reunião Científica do CILLAA e do SINBAIANIDADE, as instâncias responsáveis pelas realizações dos dois eventos que inicialmente deveriam acontecer juntos.

O fato é que de 2012 a 2015 já se passaram quase 03 (três) anos completos e nenhum encaminhamento prático foi realizado no sentido de garantir a criação da ANBRAFRO ou da CEBRAFRO. Durante essa nova edição dos eventos, agora em realização conjunta com o Ministério Público do Estado da Bahia, através do Centro de Apoio Operacional dos Direitos Humanos (CAODH), o PPGEL (Programa de Pós-graduação em Estudos de Linguagens) – UNEB e o DMMDC (Doutorado Multi-institucional e Multidisciplinar em Difusão do Conhecimento ) – UFBA/UNEB,o assunto será retomado. Nas atuais edições dos eventos já temos, novamente, garantidos grandes nomes das artes e da produção do conhecimento. Na abertura estarão presentes o escritor angolano Manuel Rui e o cantor, compositor e escritor brasileiro Martinho da Vila. Já confirmamos novamente professores de diversas instituições brasileiras e estrangeiras.

UNEB, Junho de 2015.

 

Professor Gildeci de Oliveira Leite (UNEB)

Professora Doutora Carla Patrícia Bispo de Santana (UNEB)